quinta-feira, 17 de abril de 2008

Janis Joplin - Pearl (1971)

Depois de sair do Big Brother and The Holding Company onde se destacou tanto que os álbuns lançados com a banda em que era vocalista são muitas vezes creditados a ela, Joplin resolveu se dedicar a carreira solo e reuniu uma banda para acompanhá-la, a Full Tilt Boogie Band.
Uma ótima banda que começa mostrando serviço na faixa de abertura, "Move Over".
Em seguida vem um dos maiores sucessos da carreira da cantora, a sensacional "Cry Baby", canção que ninguém nunca conseguiu interpretar com a maestria de Janis.
"A Woman Left Lonely" traz um pouco de beleza. Em seguida vem a swingada "Half Moon".
Joplin foi encontrada morta, de overdose de heroína, antes do álbum ser finalizado. Ela ainda não havia posto os vocais na faixa "Buried Alive In The Blues", que acabou sendo lançada como uma faixa instrumental.
Em "My Baby", assim como nas duas últimas faixas "Trust Me" e "Get It While You Can", a Full Tilt mostra que não era uma banda qualquer.
A ótima "Me and Bobby McGee" foi o maior sucesso da carreira de Joplin chegando ao primeiro lugar das paradas norte-americanas. Mas talvez a canção mais conhecida de Joplin até hoje seja "Mercedes Benz", onde ela é acompanhada apenas por uma batidinha quase imperceptível de fundo. Não precisava de mais, um dos maiores clássicos do rock.
O nome do álbum, Pearl era o apelido de Janis Joplin mas poderia perfeitamente se referir a este álbum, uma verdadeira pérola do rock.
"escrito por Wilsão Campos 17/04/08"

VINIL - Disco fácil. Costuma ficar na faixa de 10 a 15 reais.

Lado A

  1. "Move Over" (Janis Joplin) - 3:43
  2. "Cry Baby" (Jerry Ragovoy, Sam Bell) - 3:58
  3. "A Woman Left Lonely" (Dan Penn, Spooner Oldham) - 3:29
  4. "Half Moon" (John Hull, Johanna Hall) - 3:53
  5. "Buried Alive In The Blues" (Nick Gravenites) - 2:29
Lado B

  1. "My Baby" (Jerry Ragovoy, Mort Shuman) - 3:26
  2. "Me and Bobby McGee" (Kris Kristofferson, Fred Foster) - 4:33
  3. "Mercedes Benz" (Janis Joplin, Bob Neuwirth) - 1:48
  4. "Trust Me" (Bobby Womack, Michael MClure) - 3:17
  5. "Get It While You Can" (Jerry Ragovoy, Mort Shuman) - 3:27

9 comentários:

carla m. disse...

muito bom!!! eu tava louca por esses discos!!!

valeu mesmo que tu não soubesse!

Wilsão Campos disse...

Brigado você Carla, pela visita e pelo comentário.

Pablito Barros disse...

Superestimada...

Wilsão Campos disse...

Discordo Pablito. Pra mim, mesmo com uma curta carreira Janis Joplin tem uma imensa importância no rock. Mas é questão de opinião.

Pablito Barros disse...

Fazer sucesso no rock, não exige muito. A coisa mais destacada da sua carreira (além de ser a maior puta do rock) foi ter morrido cedo. Pronto, virou mito. Outros mais talentosos não tiveram a mesma sorte, tipo o Joe Cocker.
Acompanho sempre o seu blog, mas esse não vou baixar não!
Ah, ah, ah!
:-)

Wilsão Campos disse...

Com certeza Pablito. Sucesso não é sinônimo de qualidade. Nos dias de hoje ocorre quase o oposto. Mas eu considero a Janis Joplin uma grande artista. Mas enfim...
Se você nãoc curte não deve baixar o álbum não, mas que é bom é. Hehehe
Valeu!

Anônimo disse...

"A coisa mais destacada da sua carreira (além de ser a maior puta do rock) foi ter morrido cedo"

me desculpe as palavras mas quanta bobagem!!!!

Pablito Barros disse...

Bobagem depende do ponto de vista. Bom, ela era puta. E não tinha talento. Então, somei dois mais dois.
Se ela estivesse viva, hoje ninguém se lembraria dela. Nunca que ela seria uma Nina Simone ou Bessie Smith.
Opinião minha.
:-)

Diego disse...

Esse cd é fantástico... Ela é a melhor...

http://www.blogdodiego.net