quinta-feira, 13 de março de 2008

Santana - Abraxas (1970)


Carlos Santana é um dos maiores guitarristas que já existiram e Abraxas é sem a menor dúvida sua obra prima.
Misturando salsa, jazz e rock, Santana conseguiu uma sonoridade única que resultou em canções belíssimas.
O time de músicos que o acompanha é sensacional. Teclados marcantes, baixo swingado, bateria e percussão explosivas, tudo com uma energia impressionante.
Mas claro que o grande destaque fica por conta da guitarra de Carlos Santana. O som que Santana tira dela é totalmente característico.
Os grandes destaques do álbum ficam, com a que pra mim é a sua melhor "Black Magic Woman/Gypsy Queen". Tem também a empolgante "Oye Como Va" de Tito Puente. Em ambas o ritmo latino é o grande destaque.
O rock aparece um pouco mais nas faixas "Mother's Daughter" e principalmente em "Hope You're Feeling Better", mas sempre com a percussão que não deixa de lado as raízes latinas de Santana.
Nas faixas restantes, todas instrumentais, o que se vê é uma grande exibição de talentos.
Música da melhor qualidade.

VINIL - LP bem fácil de encontrar. Costuma ficar entre 5 e 10 reais. A capa é uma bela pintura chamada "Annunciation" do alemão Mati Klarwein.

Lado A
  1. "Singing Winds, Crying Beasts" (Carabello) – 4:48
  2. "Black Magic Woman/Gypsy Queen" (Green/Szabo) – 5:24
  3. "Oye Como Va" (Puente) – 4:19
  4. "Incident at Neshabur" (Gianquinto/Santana) – 5:02
Lado B
  1. "Se Acabó" (Areas) – 2:51
  2. "Mother's Daughter" (Rolie) – 4:28
  3. "Samba Pa Ti" (Santana) – 4:47
  4. "Hope You're Feeling Better" (Rolie) – 4:07
  5. "El Nicoya" (Areas) – 1:32



3 comentários:

Pablito Barros disse...

Meu amigo, todos aqui são ripados do vinil?
Obrigado.

Wilsão Campos disse...

Infelizmente não cara. Até pretendo fazer isso com o tempo, mas ainda não tenho como. E nem todos os Lps que posto aqui eu possuo, minha coleção ainda é humilde.
Valeu!

Pedro Lobo disse...

baixando para um amigo ! muito obrigado e desejos de que a chama da verdade se acenda em seu coração alegrando sua alma (essa eu me puxei ein!)
abraço!